Confira aqui quais são as razões pelas quais você deve tirar seu dinheiro da poupança ainda hoje para fazer melhores investimentos!

A caderneta de poupança é o investimento preferido dos brasileiros, onde, segundos dados do SPC Brasil, 60% aposta nesse modelo para guardar dinheiro.

Entretanto, quem pesquisa um pouquinho sobre o rendimento da caderneta de poupança, já sabe que sua atratividade diminui a cada ano.

Além disso, mesmo não sendo preciso saber como declarar caderneta de poupança (é uma aplicação que não paga IR), esse investimento já não é mais o mesmo…

Por isso, se você quer saber onde investir dinheiro para render mais, tenha em mente que a poupança hoje em dia não é a melhor opção.

Aliás, se pensarmos na caderneta de poupança índices mensais, veremos que essa aplicação não é considerada um investimento de fato.

As taxas de juros sobre a aplicação são tão baixas na caderneta de poupança hoje que podemos dizer que se trata mais de uma forma de poupar do que investir dinheiro. 

Para lhe provar isso, preparamos este guia exclusivo, com 8 ótimas razões que provam que você deve largar a caderneta de poupança o quanto antes! Vamos conferir?!

1- Baixa rentabilidade

A caderneta de poupança juros é um dos primeiros motivos para que você desista dessa ideia.

Pensando em questão de rentabilidade, as aplicações nos ativos de títulos públicos são bem mais atrativos e igualmente seguros. 

Por isso, se a sua dúvida é investir em CDB ou poupança, não pense duas vezes! Aposte nos títulos públicos de renda fixa para fazer seu dinheiro render mais.

2- Maior preparo para o mercado de ações

Entender como investir dinheiro e ter lucro é uma missão e tanto, mas cada vez mais os brasileiros estão se preparando para isso. 

Assim, com a maior quantidade de informação disponível sobre investimentos, ou seja, quais são os riscos envolvidos e o retorno em longo prazo, muitos têm desistido da caderneta de poupança.

Além disso, quanto mais você compreende sobre a caderneta de poupança como funciona, mais terá vontade de investir seu capital em fundos de ações. 

3- Necessidade de diversificação

Pensando na questão da diversificação em seus investimentos, a poupança não é atrativa. 

Isso porque diversificar suas aplicações é uma das únicas formas de reduzir ou mitigar as perdas financeiras. 

Essa diversificação em seus ativos permite que você invista seu dinheiro com menores riscos e maior estabilidade financeira.

Então, se você deseja uma maior rentabilidade em suas aplicações e a diluição dos riscos, tenha em mente que diversificar a aplicação de seu dinheiro é essencial.

4- Queda na taxa de juros em longo prazo

Apesar da taxa Selic ter aumentado nos últimos meses e ainda ter a possibilidade de subir mais, é de se esperar que ela retorne ao patamar de dois dígitos em longo prazo. 

Dessa forma, é fundamental aproveitar o atual período para poupar e investir, e a poupança não é a melhor indicação.

Em alguns anos, a diferença de 2% ou 3% nas taxas anuais na rentabilidade da sua poupança será bem relevante e você não quer perder dinheiro, certo?! 

5- Boas perspectivas econômicas

O mercado financeiro está se encaminhando para um período estável e de crescimento. 

Pensando nisso, diminuem-se os riscos de diversos investimentos, o que abre uma série de oportunidades aos investidores. 

Assim, você pode ser menos conservador, investindo parte de seu capital em aplicações de maior rentabilidade. 

Isso significa que você pode pensar em investimentos mais arriscados, como investir na bolsa, por exemplo.

6- Aposentadoria complementar

A previdência privada é uma alternativa cada vez mais cogitada na vida dos brasileiros.

Isso decorre tanto pelo aumento da longevidade da população, quanto pelas incertezas referentes aos proventos do INSS.

Assim, investir parte de seu capital em previdência complementar é muito mais interessante economicamente do que ter uma caderneta de poupança, por exemplo.

Além disso, você pode investir por meio de planos de previdência privada ou criando sua própria carteira de investimento, equilibrando com títulos públicos e ações.

7- Crescimento da educação financeira

O aumento na quantidade de informações sobre finanças tem proporcionado aos brasileiros saber como fazer investimentos.

Dessa maneira, cada vez mais educada sobre os tipos de investimentos, suas rentabilidades, qual vale mais a pena, enfim. 

E, quem sabe o mínimo de finanças, entende que a poupança é basicamente uma forma de economizar, mas quando o assunto é investir o dinheiro que sobra, há melhores opções.

8- Estímulos fiscais

Caderneta de poupança paga imposto de renda? Não! Entretanto, não é apenas esse investimento que é isento desse tributo fiscal…

Investimentos em fundo imobiliário, letras de crédito imobiliário (LCI) ou certificados de recebíveis imobiliários (CRI) também são isentos e tão atrativos quanto.

Além do mais, o governo oferece incentivos para aplicações de longo prazo.

Estamos falando da diminuição da alíquota do imposto de renda para investimento acima de 24 meses e a dedução de parte do imposto cobrado através de investimento em PGBL.

Portanto, esses foram os 8 motivos pelos quais você como investidor deve largar hoje mesmo a caderneta de poupança.

O quanto antes entender que há outras oportunidades de investimentos, melhor para você e seu bolso!

Então, está esperando o que para migrar parte do seu capital para outros investimentos e assim aumentar seus ganhos e alcançar a independência financeira?! Não perca mais tempo!