Saber como se planejar financeiramente para o natal? Vish, isso parece algo de outro mundo… Se já no dia-a-dia temos dificuldades em organizar nossas finanças, imagina na época de final de ano…

Bom, infelizmente, esse ainda é o pensamento da maioria dos brasileiros. Muitas pessoas ainda não conseguem enxergar que o planejamento financeiro é a arte de vislumbrar o futuro e que isso traz muitas consequências em nossa vida…

Aprender a moldá-lo à nossa maneira é uma forma de evitarmos muitas dores de cabeça, além, claro, de viver bem melhor. E nesse sentido, as datas comemorativas podem se tornar grandes vilões para manter as finanças em dia.

Não acredita? Bom, temos como provar isso! Segundo dados do SPC Brasil, cerca de 40% dos brasileiros que presenteiam nessa época do ano, possuem contas em atraso.

Pior ainda são as estatísticas com relação ao futuro… Aproximadamente 20% das pessoas que fazem compras para o natal ficam com o nome sujo posteriormente.

Quer mais? Conforme essa pesquisa, o valor das dívidas geradas com as festas e os presentes natalinos acaba levando a uma média de negativação de R$ 921,57.

E nem vamos entrar em outros detalhes como parcelar as compras nos cartões de crédito, deixar de pagar alguma conta para utilizar o valor no natal ou gastar mais do que se pode…

Mas, qual o motivo para isso? De modo geral, esse problema decorre por dois fatores: falta de planejamento financeiro pessoal e consumo exagerado.

Então, o que você pode fazer para mudar esse cenário? Como manter o seu planejamento e controle financeiro durante o natal?

Nós iremos lhe ajudar nessa missão! A seguir montamos um guia rápido e fácil de como fazer um planejamento financeiro para aproveitar da melhor forma essa época do ano, sem extrapolar! Vamos lá?!

1- Faça um planejamento financeiro para as despesas

A primeira coisa a se fazer para o planejamento de natal é definir um orçamento prévio. Isso significa alinhar as expectativas quanto ao que você precisará gastar e o quanto de dinheiro tem disponível para isso.

Sabemos que pode ser bem complicado pensar racionalmente nesse momento, afinal, o natal nos inspira o melhor, queremos decorar a casa, fazer uma ceia repleta de coisas boas, presentear quem amamos…

Mas, tudo isso tem um preço, literalmente! E é aí que muitos brasileiros perdem o controle. Por isso, o primeiro passo é estipular qual é o seu orçamento para essa época, melhor ainda se não contar com o 13° salário.

Faça uma lista de todos que irá presentear (dê prioridade a quem tem mais convívio) e liste o que deseja para a ceia e coloque uma média de quanto terá que ser gasto.

Tendo isso definido você evitará excessos, não extrapolará seu orçamento de forma a contrair dívidas e ainda ficará mais tranquilo(a) com relação as suas finanças.

2- Compre com consciência

O segundo passo do nosso guia de como fazer um planejamento financeiro para o natal é trabalhar a sua consciência de consumo.

Em hipótese alguma haja por impulso, ou seja, compre presentes caros demais, na primeira loja que ver pela frente ou até mesmo parcelando sem a real necessidade.

O maior risco de uma vida financeira saudável é se deixar levar pelas emoções que tomam conta de nós nesta época.

Por isso, por mais que você queira agradar aos amigos e familiares, e participar das confraternizações e comemorações, nunca desconsidere sua própria realidade financeira.

Assim, na hora de ir às compras, leve ao pé da letra o seu planejamento financeiro (aquele feito no passo 1).

Além disso, é preciso evitar as aquisições desmedidas, visto que essas frequentemente levam ao desequilíbrio financeiro.

O melhor presente, a melhor refeição, a melhor decoração, a melhor viagem, enfim, é sempre aquilo que cabe no seu bolso e coração.

3- Procure descontos e ofertas

Entender o que é controle financeiro está diretamente associado à forma como lidamos com nosso dinheiro.

Nesse sentido, na hora de ir às compras, seja de presentes ou alimentos, a melhor dica é procurar por descontos e ofertas.

Muitos brasileiros têm o hábito de comprar por imediato e conveniência, ou seja, não pesquisar muito, simplesmente chegar e adquirir.

Porém esse é um péssimo hábito no planejamento de natal, visto que você pode perder ótimas oportunidades de economizar.

A dica então é primeiramente dar uma boa pesquisada na internet antes de sair às compras, afinal, esse é o principal meio hoje em dia de consumo, concorda?

Inclusive, algumas lojas físicas acabam dando descontos baseado nos preços encontrados nas lojas virtuais, como uma maneira de atrair mais clientes.

Então, nada de se atirar na primeira “oferta” que ver. Pesquise e peça descontos (especialmente nos pagamentos a vista).

Além disso, uma ótima dica é aproveitar as vantagens dos famosos cashbacks.

Para quem não sabe do que se trata, estamos falando de um sistema de reembolso, ou seja, você compra online e recebe parte do valor gasto de volta em sua conta.

Essa é uma excelente forma de desfrutar de descontos e ainda economizar, já que receberá novamente parte do valor gasto.

4- Cuidado com a forma de pagamento escolhida

Essa é uma dica de planejamento e controle financeiro que divide a opinião dos especialistas…

Há quem diga que os pagamentos a vista são sempre as melhores soluções, visto que a pessoa não ficará com contas para o próximo mês…

Entretanto, há aqueles que acreditam que dependendo do valor e das taxas de juros, seja mais interessante parcelar…

Você deve considerar dois pontos em seu planejamento de natal com relação a isso: desconto e parcela.

O desconto porque, na maioria dos casos, o valor parcelado tem um acréscimo e somando todos seus gastos, pequenas taxas podem fazer toda a diferença no valor final do seu orçamento.

O segundo ponto é com relação as parcelas… Veja se realmente vale a pena passar no cartão e se não irá pesar na fatura para o(s) próximo(s) mês(ses).

Isso devido a que os parcelamos costumam ser um dos maiores motivos que levam os brasileiros a terem seu nome negativado.

Então, avalie muito bem esses dois critérios e seja racional na hora escolher a forma de pagamento, inclusive, nada de esbanjar só por que tem a possibilidade de parcelar, ok?!

5- Pense no futuro

Por fim, mas talvez uma das dicas mais importantes de um planejamento financeiro é pensar no depois.

O natal é maravilhoso, nos enche de vida, possibilita que nos reconectamos com as pessoas que amamos, mas ele demanda dinheiro e isso afeta os próximos meses…

Muitos brasileiros saem comprando e gastando como se não houvesse amanhã, mas é preciso ter consciência de que ele existe e você terá que arcar com os gastos.

Por essa razão, na hora de pensar em um planejamento financeiro, como fazer e quando for aplicá-lo na prática, considere o impacto disso no futuro.

Lembre-se que logo após o natal um novo ano se inicia e com ele muitas despesas fixas, como IPTU, IPVA, escola dos filhos, compra de material escolar, enfim.

E além de tudo isso tem também as suas despesas fixas, como contas básicas de água, luz, internet, aluguel/financiamento, cartão de crédito e etc.

Então, novamente a dica de não agir por impulso é válida!

Gostou das nossas dicas de planejamento financeiro para o natal? Pois saiba que por mais simples que essas pareçam, vão fazer toda a diferença na hora de manter as finanças em dia!

Sendo assim, aproveite essa época da melhor maneira possível, com total segurança e tranquilidade.

Afinal, nada mais desagradável do que gastar além da conta e ficar pensando ou se remoendo depois que poderia ter feito diferente, não é mesmo?!