Você já ouviu falar sobre o desafio das 52 semanas? Provável que não, afinal, poupar e investir não é tão fácil assim quanto parece, pois, conforme mostram os estudos, cerca de 43% dos brasileiros terminam o mês no “zero a zero”, isto é, gastam tudo o que ganham e não conseguem economizar. 

Por isso, muitos brasileiros recorrem às estratégias e métodos para economizar, especialmente no começo de ano, que é o momento onde reorganizamos as finanças e estipulamos metas…

Contudo, por mais que se tenham milhares de motivos para economizar dinheiro e investi-lo, ainda assim no dia-a-dia muitas despesas tomam conta do nosso orçamento familiar, não é mesmo?

Mas, saiba que você não precisa cortar da sua lista aquela viagem de final do ano, ou desistir de realizar o sonho da casa própria, ou juntar para pagar a faculdade do seu filho, ou até mesmo trocar de carro para começar a investir.

É possível sim criar o hábito de fazer poupança e investimento, basta que você saiba exatamente como alcançar seus objetivos financeiros e se mantenha no foco que é guardar dinheiro.

Então, para lhe guiar nesta missão, apresentaremos no tema de hoje o famoso “Desafio das 52 semanas“. 

Esse método ensinará a você como controlar seu dinheiro e assim, reestabelecer a sua saúde financeira, ou seja, se livrando das dívidas e conquistando seus objetivos de vida. Vamos lá?!

ÍNDICE DE CONTEÚDO:

  • Entendendo a importância de poupar e investir
  • Afinal, o que é o desafio das 52 semanas?
  • Formas de poupança e investimento no desafio das 52 semanas
  • Dando passos mais largos no desafio
  • Exemplos de estratégias para poupar e investir

Entendendo a importância de poupar e investir

Você já se questionou sobre o que é poupança e investimento? E sobre a importância desse hábito em sua vida financeira? Pois, saiba que estamos falando de algo extremamente valioso nos dias de hoje!

Tudo aquilo que nos move e nos motiva sempre está por trás de um objetivo de vida, mesmo que ele já esteja intrínseco e não consigamos perceber.

Aliás, são os nossos objetivos quem nos regem a ação, isto é, se você não tem objetivos, você não age e, consequentemente, não sai do lugar…

Por isso, que nem disse Paulo Vieira: “Tem poder quem age. Mais poder ainda quem age certo. E superpoderes quem age, age certo e na hora certa”.

Essa é uma afirmação que foi citada em um de seus livros de desenvolvimento profissional, mas que com certeza tem muito impacto sobre a maneira como pensamos sobre finanças. 

Então, entenda de uma vez por todas que o quanto antes você começar a fazer poupança e investimento, mais cedo conquistará a tão sonhada liberdade financeira que almeja!

Isso porque com controle de seu dinheiro, terá um planejamento financeiro mais controlado, dará adeus às dívidas e principalmente, terá a capacidade de investir em seu futuro. 

Afinal, o que é o desafio das 52 semanas?

Já ouviu falar da famosa planilha do desafio das 52 semanas? Se sim, sabe como funciona, ou seja, como botá-la em prática?

Bom, basicamente, esse método consiste em poupar uma quantia semanal em dinheiro, pelo período de um ano (daí surge o número mágico, visto que o ano possui 52 semanas).

O objetivo aqui é apenas um: adquirir o hábito de poupar para futuramente poder fazer investimentos, sejam eles financeiros ou simplesmente se dar ao luxo de gastar em algo que deseja, como uma viagem, por exemplo.

Sendo assim, a ideia é terminar o ano com uma quantia relevante, independentemente do que você irá fazer com o seu dinheiro depois de poupar.

Formas de poupança e investimento no desafio das 52 semanas

Como vimos anteriormente, o desafio das 52 semanas consiste em fazer uma poupança progressiva. 

Não há uma regra fixa do quanto deve ser guardado a cada 7 dias, visto que é você quem define qual o melhor valor a se economizar semanalmente, sempre respeitando seu planejamento e orçamento familiar

Para quem já entrou o ano no sufoco ou ainda não conseguiu se organizar muito bem com as finanças, a dica é começar a poupar R$1,00 na primeira semana, R$ 2,00 na segunda semana, R$ 3,00 na terceira semana e assim por diante.

Ao final da última semana (quando deve ser depositado R$ 52,00, nesse exemplo), você terá poupado um valor de R$ 1.378,00, impressionante, concorda?!

Já para aqueles mais “folgados”, que tem um maior controle financeiro sobre seu dinheiro, esses podem começar o desafio poupando R$5,00 na primeira semana, R$10,00 na segunda e assim até o final do ano. 

Nesse caso, o desafio terá lhe rendido incríveis R$ 6.890,00, que convenhamos, é um ótimo valor para começar a pensar em como investir dinheiro de forma segura, certo?

Por falar nisso, como dinheiro guardado é dinheiro sem retorno, é preciso pensar em onde colocar essa quantia mensalmente. 

Nesse sentido, jamais cogite a ideia de deixar o dinheiro poupado embaixo do colchão, pois além de não lhe render nada, você ainda corre o risco de cair em tentação e acabar pegando para suprir seu orçamento mensal.

A dica de ouro é fazer algum investimento, nem que seja na caderneta de poupança (mesmo que não seja um dos melhores investimentos…).

Claro que tudo vai depender do seu objetivo e, principalmente, de seus conhecimentos sobre investimentos. Entretanto, sempre priorize os investimentos seguros e de fácil resgate. 

Mas, independentemente das formas de poupança e investimento escolhidas, o objetivo é ter seu dinheiro rendendo todo mês. 

Dando passos mais largos no desafio

Há outras alternativas para poupar e investir além da famosa conta poupança, tais como o investimento em títulos públicos (Tesouro Selic, por exemplo) e títulos privados (CDB (link art 39) e LCI, por exemplo).

Esses títulos são classificados como investimentos de Renda Fixa assim como a Poupança, pois possuem remuneração paga em intervalos e condições preestabelecidas. Mas, a diferença é que esses costumam ter maiores rendimentos.

E não pense que é preciso uma quantia alta para começar a investir o seu dinheiro poupado, uma vez que existem bons CDB’s seguros a partir de R$ 1,00 e que possuem bons rendimentos. 

Já com relação ao Tesouro Selic, o mínimo para começar a investir é de R$30,00, mas que com certeza vale a pena, considerando a rentabilidade envolvida. 

Exemplos de estratégias para poupar e investir

Muitas pessoas ficam em dúvida na hora de lidar com seu dinheiro… Será que é mais lucrativo colocar o R$ 1,00 poupado da primeira semana para render em um CDB com liquidez diária ou colocar esse mesmo valor em um CDB com prazo fechado de um ano? 

Bom, saiba que se você busca saber onde investir dinheiro para render mais, tenha a absoluta certeza de que ambas as opções serão mais rentáveis que a poupança.

Já se você decidir investir no Tesouro Direto, provavelmente, só poderá começar a partir da trigésima semana, considerando o valor mínimo de R$30,00 para esse tipo de investimento. 

Mas, esse também é uma boa opção para investir, visto que o Tesouro Selic não sofre a marcação a mercado.

Então, chegamos ao fim do nosso guia sobre como poupar e investir baseado no desafio das 52 semanas!

Esperamos que este post tenha lhe ajudado a perceber que é possível sim começar a criar uma reserva financeira, basta se manter firme no propósito de economizar!

E ao contrário do que muitos pensam, essa quantia não irá trazer prejuízos em seu orçamento, desde que o valor não seja alto e não extrapole seu planejamento financeiro

Por isso, não deixe para depois o desafio que você pode começar ainda esta semana!