Entender como montar uma carteira de investimentos não é uma missão tão fácil como muitos brasileiros imaginam e pode se tornar um tremendo desafio para os iniciantes no assunto, considerando que são muitos fatores a considerar, como investir em renda fixa ou variável, rentabilidade, prazo de vencimento da aplicação, riscos envolvidos, enfim.

Mas, a boa notícia é que para investir seu dinheiro de forma segura e lucrativa não é preciso muito, afinal, é possível criar uma carteira de ativos com pouco dinheiro, até menos que R$100,00 por mês, ou seja, chega de dar a desculpa de que não consegue investir por falta de dinheiro, certo?!

Além disso, hoje em dia investimento não é mais questão de luxo, mas sim de necessidade básica, considerando as instabilidades financeiras no país. Assim, o que não faltam são opções de investimentos em renda fixa e variável, para que você consiga montar uma carteira completa e diversificada.

Por isso, se você quer saber como montar uma boa carteira de investimentos, então veio ao lugar certo! A seguir daremos três dicas de ouro para você formar sua carteira de ativos da melhor forma possível, isto é, aumentando a rentabilidade e diminuindo os custos da alocação dos seus investimentos! Aproveite!

Dica 1 de como montar sua carteira de investimentos: Nem todo investimento barato é ruim!

Sabe aquele ditado de que tamanho é documento? Esqueça, pois isso não se aplica ao mundo dos investimentos! Isso significa que você precisa acabar com essa ideia de que um investimento só é bom se for caro. Atualmente, existem várias aplicações que são ótimas (pensando no lucro e segurança) e que custam pouco, muitas vezes menos de R$100,00 mensais.

Bons exemplos disso são os investimentos no Tesouro Direto, Certificados de Depósito Bancário (CDB’s), Fundos de investimento imobiliários (FII’s) e Ações. Então, tenha em mente que dá para criar uma carteira de investimentos diversificada em todos os setores e sem a necessidade de ter muito dinheiro.

O que realmente importa na hora de escolher o investimento é fazer uma avaliação sobre o valor dele, isto é, sua solidez e qualidade.

Depois de ter certeza que a aplicação é segura e confiável, aí sim você começará a pensar no preço, ou seja, no lucro gerado.

Além disso, planejamento é a alma do negócio e sendo assim, se você acreditar que determinado investimento é perfeito para sua carteira de ativos, talvez seja interessante guardar dinheiro durante um tempo para adquiri-lo ao invés de se contentar com um ativo pior por conta do preço dele.

Dica 2 de como investir com pouco dinheiro: Escolha uma corretora sem taxas!

Um dos segredos de como fazer investimento com pouco dinheiro é saber escolher a corretora que irá administrar a sua carteira de ativos.

Pensando nisso, além da credibilidade, a corretora ideal irá lhe oferecer economia. Como? Não cobrando as famosas e altas taxas de administração.

Mas não precisa se preocupar, pois hoje em dia há centenas opções de corretoras de valores que não cobram nenhuma taxa para você investir.

Dessa forma, se você desejar investir com menos de R$10,00 é possível, até mesmo porque existem diversas ações e fundos imobiliários nessa faixa de preço. 

Outra dica valiosa aqui é abrir uma conta digital, visto que assim é possível transferir seu dinheiro para a corretora sem pagar nada por isso.

 Assim, além de economizar nas taxas bancárias, você diminui mais ainda o custo para fazer seu investimento.

Mas, muita atenção, pois se desejar uma maior rentabilidade em seus investimentos, será preciso correr mais riscos na sua carteira (investimentos em renda variável, como as ações, por exemplo).

Contudo, mesmo que a corretora faça todo o investimento por você, fique por dentro do processo, ou seja, só invista seu dinheiro em aplicações que conheça os riscos.

O ideal é estudar para onde está indo seu dinheiro (tipo de investimento) e o que pode acontecer no pior cenário.

Para lhe ajudar nessa missão, normalmente, durante a abertura de sua conta na corretora, é preciso responder um formulário para definir qual é o seu perfil de investidor.

Com isso, a corretora irá mapear o risco que você tolera em seus investimentos, para sugerir os melhores ativos para você investir.

Mas, via regra geral, saiba que o segredo é combinar renda fixa com variável, pois assim terá uma carteira segura e rentável.

Dica 3 de como montar uma boa carteira de investimentos: Invista em você!

Você já ouviu aquela frase de que o melhor investimento é sempre em você? Pois é verdade, principalmente no mundo dos investimentos.

Antes de querer saber como montar uma carteira de investimentos diversificada é necessário ter conhecimento sobre o assunto.

Bom, nesse sentido, a primeira coisa a se fazer é transformar a sua relação com o dinheiro.

Se você está insatisfeito com suas finanças, seja por ganhar pouco ou por gastar demais, é hora de mudar isso primeiro.

Para isso, só existem duas soluções: 1) mudar seus hábitos de consumo, para sobrar mais dinheiro ao fim do mês; 2) trocar de emprego ou procurar uma renda extra.

Com mais dinheiro sobrando, você pode investir melhor, uma vez que aumentará o valor investido mensalmente. 

Assim, conseguirá atingir seus objetivos de maneira bem mais rápida.

Conclusão

Esperamos que com essas dicas de como montar uma carteira de investimentos você consiga investir melhor e tendo mais lucro.

Então, saiba que é possível sim saber como investir dinheiro ganhando pouco, basta que você se organize e procure boas opções para seu bolso!