Não é só porque a inflação está nas alturas que tudo está perdido e você só vai estar perdendo dinheiro… Há bons investimentos com a Selic em alta, visto que com a inflação cara, o Banco Central também aumenta a Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira.

O novo reajuste foi divulgado há algumas semanas, onde o Copom (Comitê de Política Monetária) decidiu elevar a Selic para 9,25% ao ano e quem se beneficia deste aumento é principalmente o investidor da renda fixa, já que a rentabilidade normalmente acompanha a Selic.

Contudo, se você tem um perfil de investidor mais arriscado, saiba que também dá para aproveitar a onda da Selic em alta nos investimentos de renda variável.

Então, preparamos este guia rápido com três indicações de onde investir com a Selic alta, para que você tenha um maior retorno em suas aplicações financeiras e assim se beneficiar deste cenário. Vamos conferir?!

Melhores investimentos com a Selic em alta

1 – Títulos Públicos

Como mencionado, quando a Selic sobe, os que mais tiram vantagem são os investidores da renda fixa, uma vez que esse tipo de aplicação tem seu rendimento diretamente atrelado a esta taxa de juros.

Assim, via regra geral, quanto maior a Selic, maior será seu lucro, com exceção da poupança, que muda a regra de pagamento após a Selic atingir 8,5% ao ano.

Então, neste sentido, nossa primeira sugestão de melhores investimentos com a Selic em alta são os títulos públicos, tais como Tesouro Selic, Tesouro IPCA+ e o Tesouro Pré-fixado.

Mas atenção, a ideia é dar prioridade aos títulos públicos de curto prazo, tanto nos pré-fixados quanto nos para os atrelados à Selic.

Isso porque, além de pouca diferença nas taxas hoje, também você terá menos volatilidade (oscilações no preço do ativo).

2 – Certificados de Depósitos Bancários

Os Certificados de Depósitos Bancários, popularmente conhecidos pelos brasileiros como CDB também estão na nossa lista de melhores investimentos com a Selic em alta.

Inclusive, esse é um tipo de investimento que sempre é bem indicado na renda fixa, pois é seguro e tem bom retorno (rende mais que a poupança).

Assim, a sugestão, segundo os especialistas financeiros, é investir em CDB’s pré-fixados devido ao cenário da alta dos juros.

Além disso, vale destacar que, geralmente, o CDB tem rendimento superior aos títulos públicos, mas tudo depende do seu perfil e o quanto de dinheiro pode investir.

É possível encontrar bons CDB’s investindo a partir de R$30,00 por mês e com a tecnologia atual, muitas contas digitais já oferecem essa opção aos seus clientes no aplicativo do banco, como é o caso do C6 Bank, por exemplo.

3 – Mercado de Ações

Sim, também vale a pena investir na renda variável com a Selic em alta e nesse sentido, a grande aposta são as ações.

Com a alta da Selic, muitos investidores acabam diversificando suas carteiras, ou seja, tirando um pouco de seu capital da renda variável para aplicar na renda fixa.

Só que isso gera uma reação no mercado e consequentemente, com uma menor demanda, a oferta cresce.
Assim, há setores na bolsa de valores, como a B3 (bolsa brasileira), que estão com ativos sendo negociados a valores bem abaixo da média.

É aí que seu feeling nos investimentos variáveis entra, para conhecer as boas oportunidades e aplicar em ativos negociados mais baratos que depois podem voltar a valorizar, quando a renda fixa começar a se desvalorizar.

A sugestão que temos para investir na renda variável é apostar em ações ligadas a setores de telecomunicação, energia, materiais e elétrica.

Conclusão

Prontinho, agora você já tem pelo menos três ótimas indicações de investimentos com a Selic em alta que podem multiplicar ainda mais o seu dinheiro.

Aproveite esta reta final de ano para repensar seu 2022 financeiro e uma das melhores formas de entrar um novo ano com o pé direito é começar investindo, nem que seja para formar uma reserva financeira!