Segundo um levantamento feito pelo Banco Central, existem mais de 600 milhões de contas bancárias ativas no país, sejam elas conta corrente ou conta poupança. Mas, embora o número de brasileiros com conta em banco seja alto, nem todos sabem a diferença entre TED e DOC.

Na prática, tanto a TED quanto a DOC servem para realizarmos transferências bancárias, ou seja, enviar dinheiro de uma conta para outra. Porém, existem peculiaridades em cada uma.

Por isso, se você faz parte do time dos brasileiros que ainda têm dúvidas sobre o que é uma TED e o que é e para que serve uma DOC, continue conosco que vamos esclarecer tudo para você agora mesmo! Vamos lá?!

Qual a diferença entre TED e DOC?

Para entender o que é cada uma dessas transferências e como podem lhe ajudar na hora de movimentar seu dinheiro, primeiramente, é importante saber exatamente o que cada uma faz.

O que é TED?

TED é a sigla para Transferência Eletrônica Disponível e de modo geral, quando fazemos uma TED de uma conta para outra, o dinheiro “cai” na mesma hora na conta bancária do destinatário.

Nesse tipo de operação financeira, normalmente, o dinheiro é creditado em até 90 minutos, sendo uma forma mais rápida de transferir quantias, perdendo apenas para o PIX, que é um sistema de pagamento gratuito e instantâneo.

Características de uma TED

  • Não existe um valor mínimo e nem um valor máximo para enviar por TED
  • Ao fazer uma TED, o dinheiro é creditado no mesmo dia na outra conta, desde que a transferência seja feita até as 17h e em dias úteis
  • Todas as instituições bancárias e financeiras oferecem a opção de transferência via TED

O que é DOC?

DOC quer dizer Documento de Ordem de Crédito e ao contrário da TED, o tempo de envio da quantia é maior.

De modo geral, quando fazemos um DOC, o dinheiro só “cai” na conta do destinatário no próximo dia útil, pois é preciso que o banco confirme a operação primeiro.

Características de um DOC

  • Embora não se tenha um limite de valor mínimo para o DOC, existe um valor máximo, que é de R$4.999,99
  • O dinheiro enviado só é creditado na conta de destino no outro dia, desde que o DOC tenha sido feito até às 22h
  • Nem todas as instituições oferecem a opção de transferência via DOC

Então, quando vale a pena fazer uma TED ou DOC?

Agora que você já sabe quais são as principais diferenças entre TED e DOC, deve estar se perguntando sobre qual é mais vantajosa, não é mesmo?

Bom, saiba que depende muito do caso e da sua necessidade. Primeiro porque em ambos os casos o banco pode cobrar taxa pela transferência, que costuma ser a mesma para os dois serviços.

O que pode variar com relação às taxas de uma TED ou DOC é por onde você está fazendo a transferência.
Normalmente, TED’s e DOC’s feitas pelo Internet Banking ou aplicativo do banco são mais baratas do que as feitas presencialmente ou nos terminais de autoatendimento do banco.

Mas, saiba que hoje em dia dá sim para fazer TED e DOC sem pagar nada de taxa, visto que a grande maioria dos bancos digitais oferecem esse serviço gratuitamente a seus clientes.

No entanto, o que fará realmente diferença para você é a urgência do envio do dinheiro. Se você tem pressa e quer que o depósito seja feito o quanto antes na conta do destinatário, a TED é a mais indicada (caso você não tenha PIX), pois a compensação é mais rápida.

Então, agora ficou claro para você qual é a diferença entre uma TED e um DOC? Esperamos que sim, afinal, na hora de lidar com dinheiro não dá para ter dúvidas, não é mesmo?!