Ter um cartão de crédito é o desejo da maioria dos brasileiros, visto que esse é um meio de conseguir conquistar nossos objetivos financeiros muito mais rápido. Porém, é preciso saber usar esse meio de pagamento, para que ele seja aliado das nossas finanças e não um inimigo.

Inclusive, essa é a dificuldade de 80% dos consumidores que usam o cartão de crédito no Brasil. Pois, com a facilidade de compra que ele permite, também aumentam as chances de ter descontroles financeiros, não é mesmo?

Não acredita? Bom, uma pesquisa realizada pelo CNDL, SPC Brasil e Serasa mostrou que 30% dos brasileiros não sabem o quanto gastam com o cartão de crédito durante o mês, pelo menos até a fatura chegar…

É esse tipo de consumidor que você não pode ser! Muito além de entender como funciona o cartão de crédito, é preciso ter alguns cuidados durante seu uso!

Por isso, pensando em lhe ajudar a ter uma vida financeira mais equilibrada, preparamos este guia com quatro dicas de ouro para usar seu cartão de crédito com mais responsabilidade e assim economizar em taxas desnecessárias!

1 – Diga adeus à essa mania de pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito

Você pode ter o melhor cartão de crédito do mercado, com as vantagens mais incríveis e as menores taxas, mas se você pagar apenas o valor mínimo da fatura, pode ter certeza que os problemas financeiros serão questão de tempo…

Isso porque quando não pagamos o valor integral da fatura, entramos no crédito rotativo, que é um dos mais caros aqui no país. 

Só para ter uma ideia, de acordo com um levantamento feito pela empresa ProTeste, o Brasil é o país da América Latina com os maiores juros do rotativo do cartão de crédito, que fica em média de 320% ao ano. 

Países como Peru (55%), Chile (54%), Argentina (50%), México (34%), Venezuela (33%) e Colômbia (30%), têm taxas anuais do rotativo bem menores.

Por isso, se você quer economizar dinheiro com o cartão, é preciso urgentemente organizar seus gastos para conseguir pagar a fatura integral.

Além disso, lembre-se de que se o pagamento for feito após a data de vencimento, também são cobrados juros, que vem na próxima fatura.

2 – Pague sua fatura em dia

Quando escolhemos o nosso cartão, é comum que o emissor nos dê várias opções de melhor data para o pagamento. 

Então, atrasar o pagamento do cartão de crédito não é desculpa, já que foi você que decidiu o melhor dia.

E isso não é nada bom para a sua saúde financeira, pois sempre que existe algum atraso, são cobrados juros e multas por atraso. 

Além de prejudicar diretamente a sua carteira, ainda traz consequências em seu score de crédito.  

Pois, caso não saiba, sempre que você deixa de pagar suas contas em dia, o Serasa é notificado e isso baixa sua pontuação de crédito.

Com uma pontuação baixa, fica bem mais difícil conseguir crédito no mercado, como um empréstimo, pedir o aumento do seu limite, enfim.

Então, para não ter que pagar mais do que realmente deve e para manter seu score alto, mantenha o controle de pagamento das suas faturas. 

3 – Acompanhe seus gastos com o cartão de crédito

Uma das melhores dicas de como usar o cartão de crédito é acompanhando os gastos em tempo real.

Ao conferir a fatura do seu cartão com frequência (ao menos uma vez na semana), você evita o descontrole nos gastos.

Então, não tenha medo de abrir o app do seu cartão e checar quais foram as compras parceladas feitas. 

Medo você deve ter de não acompanhar o que está gastando, pois assim a surpresa cairá como uma bomba em seu orçamento…

Inclusive, ficar de olho no que entra de dinheiro na sua conta e o que sai (despesas em geral), é um ótimo hábito de educação financeira, pois permite que você avalie onde deve cortar para conseguir fazer sobrar mais dinheiro ao fim do mês.

4 – Pague apenas por programas que valem a pena

Como o cartão de crédito é um dos meios mais queridos dos consumidores brasileiros, é normal que a concorrência se esforce para conquistar cada vez mais clientes, certo?

Para isso, os emissores de cartão costumam oferecer vantagens exclusivas e benefícios especiais para quem faz seu cartão.

O problema é que alguns desses benefícios, podem vir a custar caro ao nosso bolso…

Existem programas que já estão inclusos no cartão de crédito ou que você mesmo adere que não valem a pena. 

Um bom exemplo disso são alguns programas de milhas aéreas, no qual é cobrada uma taxa mensal para que você tenha acesso ao acúmulo de pontos toda vez que usar seu cartão.

Mas, você tem essa necessidade? Gosta de viajar? Mesmo juntando pontos para trocar por passagens aéreas, terá dinheiro para arcar com outros custos da viagem?

É esse tipo de pensamento que você deve se não quiser perder dinheiro. 

Para ter uma ideia de quanto dinheiro é desperdiçado, cerca de 2 bilhões de reais são gastos com programas de milhas aéreas no qual os consumidores não utilizam seus pontos, pois não trocam antes deles perderem a validade…

Mas, caso você queira usar programas de benefícios em seu cartão, avalie os seguintes fatores:

  • Custo: é cobrada alguma anuidade ou taxa para participar do programa?
  • Pontos: quanto de dinheiro preciso utilizar com o cartão de crédito para acumular um ponto? Essa relação compensa?
  • Resgate: como é possível aproveitar os pontos acumulados? Consigo trocar por algo do meu interesse?
  • Prazo: qual é a validade dos pontos? Eles expiram em quanto tempo?
  • Moeda: qual é a moeda considerada para a conversão dos pontos?

Avalie tudo isso antes de sair por aí contratando programas de benefícios que talvez não sejam úteis para suas necessidades!

5 – Livre-se das taxas desnecessárias no cartão de crédito

Assim como os programas de benefícios e os juros por atraso no pagamento, podemos economizar na fatura mensal se não precisar pagar anuidade. 

Hoje em dia, existem diversas opções de cartão de crédito zero anuidade, para quem está negativado, na modalidade pré-pago, enfim.

Por isso, a dica é tentar buscar opções mais vantajosas para o seu bolso, principalmente livre de anuidade e taxa de manutenção da conta, caso para ter o cartão seja preciso ser cliente do banco.

Conclusão

Prontinho, essas foram as nossas dicas de como usar o cartão de crédito a seu favor, isto é, reduzindo ao máximo os juros cobrados e praticando pequenas economias.

Mas, lembre-se que é economizando aos poucos que conseguimos fazer a diferença em nosso orçamento mensal!

Então, use e abuse desses segredinhos para ter mais controle do seu dinheiro, mesmo pagando com o cartão de crédito!