Buscando Empréstimo

O empréstimo pessoal é uma ótima solução para quem está precisando de dinheiro extra, seja para quitar as dívidas ou resolver os imprevistos que surgem em nosso dia-a-dia e abalam o orçamento, não é mesmo?

Inclusive, essa linha de crédito é uma das mais buscadas pelos brasileiros na hora do sufoco financeiro. Isso porque por mais que se corte gastos e aumente-se a renda mensal, tem situações que somente um empréstimo resolve. 

No entanto, ainda existe uma ideia errada de que pedir um empréstimo é complicado ou que há muita burocracia no processo, fazendo com que muitas pessoas acabem se afastando dessa opção que poderia muito bem resolver seus problemas. 

Mas, como o Portal Finança serve para descomplicar a sua vida financeira, preparamos este guia completo, para que você conheça mais sobre o empréstimo pessoal e veja como ele pode lhe ajudar a quitar as suas dívidas, investir em seu futuro ou qualquer outra necessidade que tenha! Vamos lá?!

O que é empréstimo pessoal?

O empréstimo pessoal é uma linha de crédito, no qual uma instituição financeira oferece dinheiro a você, cobrando uma taxa de juros por isso.

Hoje em dia, os empréstimos são as melhores opções disponíveis no mercado para quem precisa de dinheiro rápido e seguro, além de ser de fácil acesso, visto que existem linhas de crédito até mesmo para negativados

O grande diferencial desse tipo de empréstimo é que o cliente não precisa comprovar a finalidade do uso, ou seja, pode utilizar o dinheiro como quiser. 

Assim, nos empréstimos pessoais você pode usar o dinheiro para:

  • Quitar suas dívidas
  • Cobrir alguma emergência (manutenção o carro, por exemplo)
  • Finalizar uma reforma
  • Fazer uma viagem
  • Investir em um negócio ou na educação dos seus filhos
  • Qualquer outra coisa do seu interesse, sem a necessidade de comunicar a instituição financeira a respeito. 

Além disso, uma característica desse empréstimo é que se ele for aprovado, geralmente, em até 48 horas o dinheiro já está liberado na conta.

Assim, através de um simples contrato de crédito entre você e instituição financeira, todas as condições de pagamento são estabelecidas, como a taxa de juros, o número de parcelas e até mesmo a melhor data de vencimento para o pagamento.

Como funciona o empréstimo pessoal?

Ao contrário do que muitos pensam, solicitar um empréstimo pessoal não é difícil e nem burocrático. A seguir vamos lhe mostrar um passo a passo de como contratar um empréstimo pessoal. Confira!

  1. Procure as melhores opções de empréstimo para você e seu bolso
  2. Negocie as condições de pagamento do valor desejado e fique bem atento às taxas de juros
  3. Envie a documentação exigida pela instituição financeira, para a análise do seu perfil de crédito
  4. Assine o contrato e receba o dinheiro na sua conta em pouco tempo.

É assim que funciona a contratação de um empréstimo pessoal, tudo muito simples e rápido. 

Além disso, hoje existem diversas linhas de crédito pessoal que podem ser solicitadas pela internet mesmo, oferecidas por instituições sérias, seguras e confiáveis.

Diferenças entre empréstimo pessoal e financiamento 

Existem duas diferenças básicas entre esses dois modelos, e vamos te ajudar a entender qual deles se encaixa melhor para a sua situação. 

A primeira e maior diferença é a finalidade. No empréstimo pessoal, o dinheiro pode ser usado para qualquer objetivo, ou seja, você não precisar explicar o motivo de estar solicitando o crédito.

Já no financiamento, o dinheiro possui um destino estabelecido e deve ser usado especificamente para aquele fim, como, por exemplo, o financiamento de um imóvel, veículo ou terreno para construção

Exemplo: se o cliente faz um financiamento para a compra de um carro, o dinheiro deve ser utilizado especificamente para a compra do veículo.

Além disso, nos financiamentos, o bem fica ligado à instituição financeira até o pagamento total da dívida, podendo ir a leilão em caso de inadimplência. 

A segunda grande diferença está na praticidade. Por conta da finalidade, o financiamento é mais burocrático. 

Nos financiamentos, você precisa comprovar como vai gastar o dinheiro e sendo assim, existe uma série de documentos a serem entregues. Com isso, o empréstimo pessoal se torna mais prático

Mas, atenção, isso não significa que uma opção seja melhor que a outra, são apenas modelos diferentes, que podem se encaixar melhor a depender do contexto do cliente.

Diferenças entre empréstimo pessoal e consignado 

Com cada vez mais opções de créditos e empréstimos, é importante saber a diferença entre os diversos modelos, para entender qual deles pode atender melhor a sua necessidade. 

Entre os mais procurados pelas pessoas, estão exatamente o empréstimo pessoal e o consignado e eles diferem basicamente na forma de pagamento.

No consignado, as parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento do cliente, o que possibilita a contratação mesmo em casos de “nome sujo”, além da cobrança de juros mais baixos, justamente por ter essa garantia de pagamento. 

Já no crédito pessoal, o banco ou financeira que lhe concedeu o empréstimo não tem essa garantia de pagamento, o que aumenta os juros, visto que o risco de inadimplência é maior. 

Além disso, o empréstimo consignado é destinado a um público mais específico, como aposentados e pensionistas do INSS, militares e funcionários públicos. 

Mas, existem algumas linhas de empréstimos consignados para o público em geral, desde que a pessoa trabalhe em uma empresa credenciada a instituição credora.

Condições para solicitar um empréstimo pessoal

Os empréstimos pessoais são fáceis de conseguir, mas, a maioria das instituições possuem algumas exigências.

Normalmente, tem mais chances de aprovar a proposta de crédito pessoal quem:

  • Está com o nome limpo (sem contas em atraso ou dívidas)
  • Tem como comprovar renda mensal
  • Está com seus dados atualizados nos birôs de crédito, como no Cadastro Positivo 
  • Não está com mais de 30% da renda comprometida 

Mas, saiba que cada banco ou financeira tem total autonomia para avaliar o consumidor como desejar e sendo assim, esses “pré-requisitos” podem variar bastante de uma instituição para outra.

Análise dos empréstimos pessoais

Quando alguém lhe pede alguma coisa emprestada, seja seu carro, livro ou dinheiro, a intenção é receber de volta depois, certo?

Mas, a verdade é que não tem como ter garantia de que você vai ter devolvido o que emprestou…

Por isso, é comum avaliar quem está pedindo, observar o histórico dessa pessoa como pagadora e seus pontos positivos, para só depois decidir se é seguro emprestar ou não. 

O empréstimo financeiro funciona basicamente da mesma maneira. Por essa razão, as financeiras e os bancos usam alguns meios para saber mais sobre você, o que chamamos de análise de crédito.

No caso dos empréstimos pessoais, a análise de crédito é feita em cinco etapas: 

  1. Informar os dados cadastrais: fase onde é preciso apresentar seus dados básicos, como RG e CPF para a análise do banco ou financeira.
  2. Análise das pendências em seu nome: a instituição credora irá observar se o seu nome está negativado/sujo nos birôs de crédito. 
  3. Análise do perfil de crédito: etapa onde a instituição vai analisar seu histórico como consumidor, incluindo seu score de crédito Serasa e o Cadastro Positivo, caso tenha, para saber se você é bom ou mau pagador.
  4.  Avaliação da sua renda: fase onde a empresa vai analisar se você tem condições de arcar com o pagamento do empréstimo, analisando principalmente o quanto (%) da sua renda está comprometida com outras dívidas.
  5. Análise de seus documentos: por fim, a instituição vai analisar os documentos solicitados, para a aprovação final.

Documentos necessários

Com relação aos documentos para pedir empréstimo pessoal, esses variam conforme a instituição.

O que normalmente é solicitado é: CPF, RG, comprovante de residência e de renda atualizados. 

Se você não tiver o RG para apresentar, não é preciso se preocupar, pois esse documento pode ser substituído por CNH (Carteira Nacional de Habilitação), passaporte, carteira de trabalho e carteira de órgão de classe profissional (OAB, CRM, e etc.). 

Dessa forma, após apresentar esses documentos e solicitar empréstimo, a instituição irá analisar o seu pedido e o limite de crédito disponível.

Limite do empréstimo pessoal

O limite do empréstimo é uma forma de garantir que você não tenha dores de cabeça na hora de devolver o valor pego emprestado para a instituição.

Afinal, quem busca um empréstimo pessoal, geralmente, está querendo resolver uma necessidade e não ter mais um problema, certo? 

Por isso, o limite de crédito será o valor máximo que os bancos e financeiras podem lhe oferecer, de acordo com o seu perfil financeiro.

Via regra geral, a análise do perfil leva em consideração diversos fatores, sendo os principais os seguintes: 

  • Comprovante de renda
  • Score de crédito (pontuação de crédito baseada nos seus hábitos de pagamento enquanto consumidor) 
  • Informações não atualizadas 
  • Idade
  • Ocupação
  • Entre outros 

Com base nesses dados, a instituição irá definir o valor que pode oferecer a você para seu empréstimo pessoal

Se você é correntista de algum banco, é provável que já tenha um limite pré-aprovado de crédito, podendo então solicitar um empréstimo dentro desse valor. 

Mas, se você optar por um empréstimo pessoal em outro banco, vai depender da análise feita por eles. 

Geralmente, os valores dos empréstimos pessoais vão de RS1 mil até R$50 mil.

Contrato do empréstimo

Se tudo estiver ok com a sua proposta, a última etapa é assinar um contrato com a instituição, que deve conter as informações a seguir: 

  • Quantia contratada no empréstimo 
  • Data acordada para o pagamento das parcelas 
  • Forma de parcelamento (número total de parcelas contratadas e o valor de cada uma no mês, bem como a taxa de juros aplicada)
  • A forma escolhida para efetivar o parcelamento (débito automático, boleto ou cheque pré-datado);
  • IOF (Imposto sobre Operações Financeiras)
  • Juros cobrados em caso de atraso do pagamento
  • CET (Custo Efetivo Total), que é o valor total que o empréstimo está lhe custando, visto que inclui a taxa de juros anual e todas as outras tarifas, encargos e impostos.

Quando solicitar um empréstimo pessoal?

São várias as situações que levam um cliente a solicitar uma linha de crédito pessoal e em nenhuma delas você precisará se justificar. 

Assim, você pode pedir um empréstimo para dar fim às suas dívidas ou até mesmo pagar uma conta de urgência, bem como para usar para o lazer, como para fazer aquela viagem dos sonhos. 

Mas, atenção, só solicite um empréstimo pessoal se tiver responsabilidade e planejamento financeiro, pois caso contrário a solução se tornará um problema.

Isso porque para pagar o dinheiro que pegou emprestado, terá adicionado em seu orçamento parcelas da dívida, ou seja, mais uma conta todo mês.

Caso você esteja em dúvida sobre o que seria uma boa circunstância para pedir o empréstimo, vamos listar algumas abaixo: 

Acabar com as contas do cartão de crédito 

Cartões de crédito possuem as taxas de juros mais altas do mercado e sendo assim, essa deve ser uma dívida prioridade, pois quanto antes pagar, menos vai ter que desembolsar.

Então, saiba que pedir um empréstimo pessoal para pagar o cartão de crédito é uma boa solução, porque além de ter juros menores, você opta por parcelas que cabem no seu bolso. 

Mas, lembrando que após quitar a dívida, tente não usar mais o cartão de crédito, para não se endividar novamente. 

Para dar adeus ao cheque especial 

Após o cartão de crédito, o cheque especial é o dinheiro mais caro que pagamos, visto que os juros são altíssimos

Dessa forma, para fazer seu dinheiro render mais e conseguir equilibrar a sua vida financeira novamente, troque a dívida do cheque especial pela do empréstimo.

Escolher esse tipo de empréstimo é mais fácil e barato, pois você quita toda dívida de uma só vez e ainda fica apenas com uma parcela fixa mensal, com taxas de juros muito menores que as do cheque especial. 

Reformar a casa ou fazer manutenção do carro 

Consertar seu carro ou reformar a casa são dois tipos de despesas que podem custar bem caro, principalmente se esses gastos forem incluídos no orçamento de forma inesperada.

Mas, além da questão financeira, temos todo um estresse de uma conta não planejada, ou seja, dor de cabeça na certa. 

Contudo, se você solicitar um empréstimo pessoal, terá a opção de negociar o valor à vista (conseguir um bom desconto) e resolver a reforma o mais rápido possível, sem complicações. 

Investir em educação 

Nada se compara a garantir um bom futuro, não é mesmo? Por isso, com o dinheiro de um empréstimo pessoal você consegue não só pagar contas e dívidas, mas também investir em seu futuro.

Por exemplo, pagar um curso de idiomas, uma pós-graduação, um curso profissionalizante ou até mesmo um intercâmbio para alavancar o seu futuro profissional ou do seu filho.

Todos esses gastos agora, com certeza trarão um bom retomo financeiro futuramente.

Investir em seu negócio 

Para iniciar um negócio de sucesso no mercado é necessário investir, desde a compra de bens e materiais até a contratação de serviços. 

Assim, com planejamento e um bom empréstimo pessoal, você pode começar o seu negócio e pagar as parcelas na medida em que seu empreendimento cresce. 

Mas, não se limite apenas a esses exemplos de quando contratar um empréstimo pessoal, pois existem muitos outros motivos. 

Vantagens dos empréstimos pessoais

As vantagens de uma linha de crédito pessoal são diversas, tais como: 

  • Contratação simples, rápida e sem muita burocracia. 
  • Se o empréstimo for aprovado, o dinheiro pode cair na sua conta em pouco tempo
  • Condições de pagamento personalizadas, com parcelamento em vários meses, para que as parcelas não pesem em seu orçamento
  • Dinheiro para situações de emergência ou para ajudar a investir no próprio futuro.

Empréstimos online

A internet tem facilitado diversos processos do nosso cotidiano, no empréstimo não tem sido diferente. 

Com isso, hoje em dia existem instituições financeiras que oferecem empréstimo pessoal de forma 100% online.

Isso torna o processo muito mais ágil, visto que o cliente economiza o tempo, já que não precisa ir até uma agência e pegar filas para ser atendido. 

Além disso, o empréstimo pessoal pela internet tem a vantagem de permitir que você faça uma simulação diretamente de sua casa, podendo analisar as possibilidades com mais calma e sem se preocupar com o horário ou outros compromissos. 

Mas, a maior vantagem é a variedade de opções de credito.

Um bom exemplo é a plataforma do Bom Pra Crédito, no qual você solicita seu empréstimo pessoal online e em menos de 5 minutos recebe diversas ofertas de crédito.

CONHECER EMPRÉSTIMO BOM PRA CRÉDITO

Isso possibilita um controle muito maior sobre qual opção é a mais viável para a sua condição no momento. 

Mas, cuidado, jamais deposite um valor antecipado para aprovar o crédito, pois essa prática é ILEGAL e você vai sair no prejuízo.

Dito isso, o empréstimo pessoal online é atualmente uma das melhores opções para quem está precisando de dinheiro e quer fazer isso com calma e tendo total controle do processo.

Conclusão 

Agora você já esclareceu todas as suas dúvidas e sabe o que é preciso para pedir o seu empréstimo pessoal com segurança e responsabilidade, certo?!

Lembre-se que os empréstimos pessoais podem ser excelentes aliados para garantir sua saúde financeira, desde que sejam usados de forma inteligente. 

Analise os dados com cuidado e opte pela opção de pagamento que cabe melhor em seu orçamento. Bote tudo isso na ponta do lápis e aproveite essa ótima opção financeira para realizar seus planos!