Saber exatamente quais são os investimentos isentos de imposto de renda é fundamental para qualquer tipo de investidor, afinal, quanto menos tributação, mais lhe “sobra”, não é mesmo?

E, por mais que a grande maioria dos brasileiros acredite que não existem boas aplicações isentas de tributação, nós vamos lhe provar o contrário neste guia exclusivo.

Então, se você quer sair da caderneta de poupança (tem baixo rendimento e em muitos casos perde dinheiro para a inflação), a hora é agora!

Confira a seguir quais são os investimentos mais rentáveis do mercado e você não precisa pagar nada de alíquota de IR! Vamos lá?!

8 melhores investimentos que são isentos de imposto de renda

Antes de conhecer as opções disponíveis, é importante entender porque um investimento não é tributado e outro sim

Bom, basicamente, existem diversos fatores que a Receita Federal se baseia para decidir se tal aplicação financeira terá a incidência de imposto ou não para investidores pessoas físicas.

Contudo, o motivo determinante é sempre conquistar os investidores para aplicações de interesse do país. Ou seja, oferecendo a vantagem do lucro ser 100% do investidor, aumenta o número de pessoas investindo, bem como o capital aplicado e consequentemente é melhor para todos.

Geralmente, os investimentos com isenção de imposto de renda estão associados de áreas de interesse econômico e político do país, como títulos em infraestrutura, agronegócio e setor imobiliário.

Por isso, se você é o tipo de pessoa que quer investir dinheiro sem precisar pagar IR, confira a seguir a lista que preparamos com as 8 melhores aplicações atualmente!

1 – LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), são excelentes oportunidades para quem busca por investimentos de renda fixa.

Na prática, estamos falando de títulos do setor de imóveis e do agronegócio, duas potências do mercado brasileiro e mundial.

Esses títulos são emitidos por instituições financeiras, como bancos, com o objetivo de financiar seus projetos, ligados às atividades imobiliárias ou do agronegócio, ou seja, é como se você estivesse emprestando dinheiro ao banco.

Assim, além do investidor apostar em investimentos seguros e com boa rentabilidade, também fica isento do pagamento do IR, podendo obter 100% do rendimento da aplicação.

2 – CRI e CRA

Outra ótima opção de investimento em renda fixa são os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e os Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA).

De modo geral, estamos falando de aplicações financeiras no qual são emitidos títulos de dívidas de bancos privados, ligados a esses dois setores.

Assim, conforme investimos dinheiro, recebemos o montante acrescido de juros e o melhor, sem descontar nada de imposto.

Inclusive, normalmente, esse tipo de investimento apresenta retorno acima da média para a renda fixa, pois tem rentabilidade acima da inflação e a isenção de tributos, que aumenta os ganhos.

3 – Debêntures Incentivadas

Para o investidor de renda fixa, as debêntures são consideradas o “pote de ouro no final do arco-íris” e melhor ainda são as incentivadas, pois são isentas de tributação (IR e IOF).

Quem não conhece muito bem, as debêntures incentivadas são um tipo especial de debêntures, sendo títulos de dívidas de financiamento de projetos de interesse do Governo Federal.

Por isso, para estimular a captação de recursos, o governo zera a tributação para o investidor pessoa física.

Inclusive, as debêntures incentivadas são opções perfeitas para quem quer diversificar a carteira de ativos.

4 – FII’s

A quarta indicação na nossa lista de investimentos isentos de imposto de renda são os FII’s (Fundos de Investimento Imobiliário).

Na prática, trata-se de fundos de investimento relacionados a empreendimentos imobiliários, voltados para a renda variável.

A grande “sacada” aqui é que embora o investimento em FII seja tributado (cerca de 20%), os seus rendimentos mensais não.

Isso significa que ao investir em um FII, você pode receber todos os meses dividendos isentos de imposto de renda.

5 – Dividendos

Para quem investe em renda variável e compra ações, a famosa renda passiva, ou seja, viver de dividendos, também dá direito de receber mensalmente o lucro da sua cota 100% isento de imposto.

Assim, ao comprar um título de uma empresa, como as ações da Magalu, por exemplo, o acionista tem direito aos seus dividendos sem tributação.

Mas, é importante lembrar que os juros sobre capital próprio, que também podem ser distribuídos pela empresa, não são isentos.

6 – Venda de ações até R$20 mil por mês

Mais uma opção de investimento isento de imposto de renda é a venda de ações, desde que o valor mensal não passe de R$20 mil.

Com isso, o ganho de capital recebido durante a transação pela venda das ações fica isento da tributação de IR, quando o lucro não ultrapassar R$20 mil no mês.

7 – Venda de ações com isenção fiscal

Existem também vendas de ações que contam com a isenção fiscal total. Nesses casos, algumas ações na B3, recebem um tratamento especial da Receita, oferecendo zero tributação ao investidor, independentemente do valor da operação.

Veja a seguir as opções atuais de venda de ações na B3 que são isentas de imposto de renda:

  • General Shopping – GSHP3
  • CR2 Empreendimentos Imobiliários – CRDE3
  • Nutriplant – NUTR3
  • Pomifrutras – FRTA3
  • Priner – PRNR3
  • Sinqia – SQIA3 (para ações compradas antes de 05/09/2019)
  • PetroRio – PRIO3 (para ações compradas antes de 29/01/2021)
  • Brasil Agro – AGRO3 (para ações compradas antes de 04/02/2021)

8 – Poupança

Embora não seja muito recomendado investir na poupança, devido a sua baixa rentabilidade, saiba que sim, esse também é um tipo de investimento isento de imposto de renda.

Conclusão

Portanto, agora você já sabe quais são investimentos com isenção de imposto de renda, certo?!

Mas, atenção, pois mesmo sendo isentos de tributação, o investidor é obrigado a declarar todos esses investimentos em sua declaração anual de Imposto de Renda, na aba “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”.