Quando pensamos em investimentos, a primeira coisa que nos vêm à cabeça é não perder dinheiro, concorda? Até mesmo porque a maioria dos investidores brasileiros tem um perfil conservador, ou seja, toleram menos riscos, mesmo que isso implique em uma menor rentabilidade também.

Mas, o fato é que embora os filmes sobre investimentos ensinem muitas pessoas a como investir, saiba que o segredo para multiplicar seu capital não está aí!

Para se dar bem nesse mundo é preciso estar “ligado” no que está acontecendo no mercado financeiro. Somente assim você conseguirá tomar as melhores decisões para o seu dinheiro. 

Então, para lhe poupar tempo, preparamos este guia rápido com sugestões de melhores e piores investimentos para o mês de Junho de 2021! Aproveite!

O que considerar antes de fazer investimentos em Junho?

O sexto mês do ano será marcado por incertezas e isso refletirá na vida de quem deseja investir dinheiro.

Temos uma ameaça de uma terceira onda de Covid-19, agravando ainda mais o setor econômico na pandemia. 

A questão da falta de água nos reservatórios (crise hídrica) também é preocupante e influencia diretamente no mercado.

Além disso, melhoramos o quadro fiscal brasileiro, impactando assim positivamente a retomada da economia no país.

Outro fator preocupante é com relação à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senada, que com certeza irá impactar a bolsa de valores e a cotação do dólar ao decorrer das investigações.

O mercado financeiro também sofrerá influência direta da taxa básica de juros, a Selic.

A taxa Selic hoje está em 3,5% e o Copom (Comitê de Política Monetária) deu indícios que irá subir mais 0,75 pontos percentuais na próxima reunião mensal, que ocorrerá em 15 e 16 de junho. 

Com isso, a Selic pode chegar a 4,25% e com certeza muda o cenário de investimentos no Brasil para os próximos meses.

Todos esses fatores mexem com a economia e consequentemente fazem seu investimento render mais ou menos.

Por isso é tão importante ficar por dentro do que está acontecendo no Brasil e no mundo. 

Então, agora que você já sabe no que ficar de olho antes de investir dinheiro este mês, confira a seguir algumas indicações do que vai “bombar” e o que vai “flopar” em Junho!

Investimentos em alta 

Para aqueles que buscam opções de investimento em renda fixa, com o aumento da Selic a situação tende a ser mais favorável.

Isso porque esse é o índice de referência mais importante nas aplicações de renda fixa. Basicamente, quanto mais alta a Selic, maior o retorno sobre esses investimentos.

Inclusive, segundo a análise dos economistas, a previsão é que a taxa Selic fique próxima a 5,75% até o final do ano.

E a tendência é continuar subindo em 2022, com previsão de 6,5%.

Por isso, quem tem um perfil mais conservador a moderado, é interessante apostar em investimentos de renda fixa que acompanhem a Selic.

Mas, não se limite somente a ela, pois também vale a pena ficar atento a outros índices, como o IPCA (inflação do mercado).

É estimado que o IPCA para os próximos meses caia, depois de semanas em alta. 

Então, a recomendação do Portal Finança para o mês de Junho são investimentos em fundos de renda fixa

No mês de maio, os fundos de renda fixa com duração alta e grau de investimento lideraram a lista de melhores aplicações financeiras. 

Em geral, apresentaram rentabilidade próxima a 1,27%, o que é um rendimento acima do CDI (índice de referência para a renda fixa no momento).

Além disso, os especialistas financeiros estão apostando na alta contínua dos fundos de investimento para este mês.

Já quem tem um perfil de investidor mais arrojado, dentre as opções de investimentos de renda variável os fundos de ações do tipo índice ativo estão em alta.

Esse tipo de investimento cresceu aproximadamente 4,72% no mês de maio, acompanhando a alta valorização do índice Ibovespa no mês (6,16%).

Investimentos em baixa

Agora que você já sabe onde investir dinheiro, chegou a hora de ver quais são os investimentos a fugir…

Na renda fixa, o Tesouro Selic 2025 teve o pior resultado no mês de maio. Mas, isso não é exclusividade, pois todos os títulos do Tesouro Direto registraram desvalorização no mês passado.

Outro investimento que não foi nada bem em maio foi a criptomoeda Bitcoin, que depois de uma supervalorização na cotação, mês após mês vem perdendo valor no mercado.

A moeda digital mais famosa foi literalmente “do céu ao inferno” em pouco tempo.

Com isso, não é recomendado investir nessa criptomoeda no momento, pois a tendência é que a sua cotação caia mais ainda nos próximos meses, já que quem comprou em alta, começará a vender rapidamente, na tentativa de não perder dinheiro.

O problema disso é que com uma maior oferta da Bitcoin no mercado, o preçi despenca, pois entende-se que não é vantajoso investir nela, já que todo mundo está querendo se desfazer.

Conclusão

Prontinho, agora você já tem uma melhor noção sobre como está o mercado de investimentos, certo?

Não tem segredo para investir bem ou investir mal, mas com certeza ficar de olho nos índices e ativos é uma boa dica para saber como aplicar seu dinheiro bem.

Então, aproveite deste conteúdo exclusivo para nortear seus investimentos em junho e assim aumentar as chances de ter melhores resultados!