O investidor brasileiro, de modo geral, é mais conservador, gostando bastante dos investimentos em renda fixa, devido à segurança que esses oferecem. Não é atoa que a maioria dos brasileiros ainda investe na poupança, mesmo o rendimento sendo tão baixo.

Mas, saiba que isso não é ruim! Inclusive, no momento, está favorável aplicar em renda fixa, principalmente se o ativo tiver rentabilidade fixada à Taxa Selic, que no momento se encontra em 5,25% ao ano e tende a aumentar ainda mais nos próximos meses.

Por isso, se você faz parte do time dos investidores de renda fixa, não dá de perder este guia! Confira a seguir qual é o impacto da Selic em alta para o seu bolso!

Taxa Selic atual

A Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira, ou seja, praticamente todos os preços de mercado variam de acordo com ela.

Por isso, se a Selic aumenta ou diminui, consequentemente a inflação nos preços de produtos e serviços é alterada, bem como a rentabilidade das aplicações de renda fixa.

Atualmente, o Copom (Comitê de Política Monetária) definiu um novo aumento para a Selic, ficando em 5,25% ao ano.

A expectativa é que nos próximos meses essa taxa suba mais, podendo chegar a 7,25% até o final de 2021, visto que o governo federal pretende diminuir a inflação no mercado e isso só se consegue aumentando a Selic.

Influência da Selic em 5,25% nos seus investimentos

Você já parou para pensar no quanto essa mudança de taxa de juros pode afetar o rendimento dos seus investimentos?

Bom, para os brasileiros que preferem a caderneta de poupança, o cenário não é positivo, pois a projeção do Boletim Focus de uma inflação em 4,47%, o rendimento da poupança segue negativo nos próximos meses.

Por isso, é estimado que os investidores da poupança percam dinheiro para a inflação, em média de 0,76% ao ano, considerando que esse investimento rende apenas 70% da Selic mais a Taxa Referencial (TR).

Contudo, nem todo investimento de renda fixa é desinteressante. Segundo os especialistas, quem quer uma aplicação segura e rentável, pode apostar nos ativos pós-fixados.

Assim, hoje em dia, a melhor opção de investimento em renda fixa com a Selic em 5,25% ano são os títulos pós-fixados, atrelados a indexadores como o CDI, como é o caso de investir em CDB pós-fixado, CRA e Debêntures incentivadas.

Por mais que a Selic esteja super rentável, ela está subindo muito e em pouco tempo (passou de 4,75% para 5,25% em 45 dias), ou seja, se você faz um investimento de médio prazo, provavelmente ficará preso à uma taxa de juros menor do que a que o mercado está acompanhando.

Então, a dica dos especialistas é fugir dos investimentos pré-fixados, pois esses, no momento, oferecem uma remuneração fixa até o vencimento, que provavelmente será menor do que o reajuste de mercado.

Quando falamos em investimentos pré-fixados, alguns exemplos são:

Já para quem prefere fazer investimentos em renda variável, o momento está favorável também, principalmente a bolsa brasileira (B3).

Embora a renda fixa esteja chamando bastante à atenção dos investidores, por estar com uma boa rentabilidade, ainda assim a renda variável continua tendo suas vantagens, para os investidores com esse perfil.

Inclusive, investidores experientes recomendam trocar a renda variável pela renda fixa somente quando a Selic passar de 8% ao ano.

Por isso, a dica para quem já está na renda variável é procurar diversificar a carteira de ativos, pois os investimentos em pré-fixados estão bem rentáveis.