Dentre tantos investimentos atrativos disponíveis hoje em dia no mercado financeiro, a opção de investir em LCI tem conquistado cada vez mais o gosto dos brasileiros, afinal é uma aplicação segura e de ótima lucratividade. 

Entretanto, ainda há milhares de pessoas que nunca nem ouviram falar desse tal de LCI e o motivo é justamente o perfil do investidor brasileiro, que é mais conservador (a grande maioria ainda investe na poupança). 

Mas, saiba que a poupança está sendo cada dia menos recomendada pelos especialistas (veja aqui 8 motivos para abandonar a caderneta de poupança de uma vez por todas).

Nesse sentido, os investimentos em imóveis têm sido mais procurados devido a suas vantagens e uma delas é a rentabilidade, que em muitos casos, supera os rendimentos do CDI.  

Sendo assim, se você está em busca de um bom investimento para fazer seu dinheiro render mais, então saiba que está no lugar certo!

No tema de hoje vamos falar sobre como investir em LCI, que é sem sombra de dúvidas uma das melhores opções de renda fixa hoje em dia. Vamos lá?!

Índice de conteúdo:

O que é e como investir em LCI
Investir no LCI é seguro? Quais são os riscos?
Investir no LCI: Rentabilidade
Aplicar no LCI pré-fixado ou pós-fixado?
Qual valor mínimo para investir em LCI?
Onde investir em LCI

 

O que é e como investir em LCI

Até aqui já falamos bastante sobre ser um maravilhoso investimento, mas afinal, investimento LCI o que é? Bom, primeiro vamos esclarecer que LCI significa “Letras de Crédito Imobiliário”.

Assim, trata-se de um tipo específico de fundos imobiliários. Na prática, são títulos lastrados por créditos imobiliários, garantidos por hipoteca ou por alienação fiduciária do imóvel (forma de garantia de pagamento em empréstimos).

De forma bem simples, a LCI é um empréstimo de dinheiro que você faz a uma instituição. Esse empréstimo é usado para financiar o setor imobiliário. 

O banco irá captar valores (juntar cotistas) e emprestar o seu dinheiro para pessoas e empresas, que irão oferecer um imóvel como garantia de pagamento da dívida. 

Isso significa que por trás dos títulos LCI’s que os bancos vendem, existem imóveis reais que servem de garantia. 

Esses imóveis ficam hipotecados ou alienados no nome do banco, até que o cliente que pegou o empréstimo (o seu dinheiro investido) pague o que deve.

No caso do cliente não pagar o que deve, o banco pode leiloar o imóvel e recuperar o dinheiro emprestado e os juros cobrados. 

Por isso, costuma-se dizer que investir no LCI é seguro, visto que todo risco da operação envolvendo o imóvel é do banco. 

De modo geral, para quem investe em LCI não importa para quem o banco emprestou o dinheiro, qual é o imóvel, se o financiamento está sendo pago, se o imóvel será leiloado, pois tudo isso é problema do banco. 

Logo, quando você empresta dinheiro para uma determinada instituição, ela faz um “contrato” com você firmando quanto irá pagar de juros em um determinado prazo. 

Isso significa que as Letras de Crédito Imobiliário são um investimento de Renda Fixa (um dos melhores inclusive)! 

É por isso que em determinados momentos o banco pode não ter “estoques” de LCI para oferecer aos clientes, pois só é permitido ofertar LCI se o banco possuir algum imóvel físico como garantia da operação.

Então, agora que você entendeu um pouco mais sobre como funciona investir no LCI, vamos ver melhor quais são os riscos desse tipo de aplicação?!

Investir no LCI é seguro? Quais são os riscos?

Será que investir em LCI é bom? É seguro para o investidor iniciante? Que tipos de riscos tem essa aplicação?

Via regra geral, todo investimento tem um risco, por menor que seja e sendo assim, antes de aplicar seu dinheiro você deve pensar direito sobre o que irá fazer.

Mas, dentre as várias opções de investimentos do mercado, podemos dizer que o risco da LCI é relativamente baixo. 

Caso “o mundo acabe”, a instituição bancária será a primeira porta que você irá bater para reaver o seu dinheiro. 

Se o banco não puder lhe pagar, você conta com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) que irá lhe garantir valores até R$ 250.000,00. 

Logo, podemos afirmar que o risco de investir em LCI e LCA (LCA também é um investimento de renda fixa, porém voltado ao setor agrícola) é praticamente nulo (semelhante ao do CDB).  

Mas, saiba que esse baixo risco só se aplica aos grandes bancos, como no caso de procurar saber como investir em LCI no Banco do Brasil, por exemplo.

Investidores com pouco conhecimento ou instrução sobre o assunto podem acabar aplicando seu dinheiro em bancos menores, mas isso não é muito recomendado. 

Embora muitos bancos de porte médio ofereçam LCI com rentabilidade maior que os grandes bancos públicos e privados, esse também são mais arriscados. 

Se você optar por investir em LCI com um banco menor, conte com a ajuda de uma corretora de valores.

Essas corretoras oferecem a nota de crédito dos bancos junto a agências de risco como a S&P e a Moody´s. 

Observando essas notas de crédito você pode saber que a LCI do Banco XPTO que tem nota A2 é menos arriscada que a LCI do Banco XYZ que tem nota BBB2 dada pela agência Moody´s, por exemplo. 

Além disso, se for investir mensalmente em LCI em um banco pequeno, o ideal é diversificar. Jamais coloque todo o seu dinheiro em um único banco pequeno! 

Espalhe seus investimentos por diversos bancos, sempre considerando as notas de risco e o “prêmio” que eles estão te oferecendo por aceitar ocorrer riscos.

Investir no LCI: Rentabilidade

Agora que já vimos que investir no LCI é seguro, vamos falar sobre “o faz me rir”? 

Se vamos investir nosso precioso dinheiro, mesmo com baixíssimo risco, queremos uma ótima rentabilidade, não é mesmo?

Bom, pois saiba que investir em LCI vale a pena, especialmente pela rentabilidade.

As Letras de Crédito Imobiliário podem ser pré ou pós-fixadas, sendo essa segunda opção mais comum (neste caso, ela rende um percentual de acordo com o CDI). 

Mas, há outra opção que é a LCI atrelada à inflação. Nela, o investidor recebe uma taxa variável de inflação + um percentual fixo. Essa é uma forma de proteger o poder de compra e também de aproveitar a flutuação desse indicador.

E, dependendo do tipo de LCI escolhida, você pode ter uma rentabilidade que supera em mais de 70% a poupança e oferece a mesma segurança, fantástico, não é mesmo?!

No caso da LCI pré-fixada, você terá uma rentabilidade fixa, como, por exemplo, 9% ao ano. Dessa forma, no momento da aplicação você saberá o quanto seu dinheiro irá render até a data do vencimento.

Já a LCI pós-fixada, tem o rendimento atrelado à um indexador, como o CDI e o IPCA (índice que varia conforme a inflação).

Nesses casos, é o banco que paga um percentual desse índice, como, por exemplo, um título de crédito LCI com rentabilidade de 120% do CDI.

Além disso, normalmente, quanto maior o tempo de aplicação do investimento, maior o seu lucro.

Isso porque os bancos entendem que como você teve seu dinheiro mais tempo comprometido, merece um retorno mais atrativo, até mesmo para incentivar novos investimentos.

Aplicar no LCI pré-fixado ou pós-fixado?

Os tipos mais comuns de LCI é o pré e o pós-fixado e sendo assim, vamos falar um pouquinho mais sobre os dois a seguir. 

Uma dúvida frequente de quem está começando é qual das duas modalidades investir em LCI

Bom, a LCI pós-fixada é a mais comum no mercado, fazendo com que na grande maioria dos casos o investidor só tenha essa opção de investimento…

Mas, se a sua corretora ou banco apresentar a você as duas opções, saiba que a LCI pós-fixada é sempre mais vantajosa quando a tendência dos juros básicos da economia for de alta. 

Como a LCI pós-fixada tem seu rendimento atrelado à variação da taxa básica de juros (taxa Selic), logo se ela subir a rentabilidade do seu investimento também subirá.

Por outro lado, se a tendência for de queda a LCI pré-fixada se torna mais vantajosa, pois você já adquiriu uma LCI com uma taxa pré-acordada num período que os juros estavam mais altos.

Então, tão importante quanto saber onde investir em LCI é entender que tipo de investimento escolher e isso só analisando o mercado mesmo!

Qual valor mínimo para investir em LCI?

Outra grande dúvida dos investidores que estão começando é sobre o valor mínimo para investir em LCI.

Bom, infelizmente esse é um dos pontos negativos de se investir em LCI, uma vez que existem bancos onde é necessário aplicar R$20 mil, R$50 mil, R$100 mil e até mesmo R$300 mil. 

O que acontece é que nem todo mundo tem tanto dinheiro assim, concorda? Além do mais, como já sabemos, não é uma boa ideia investir tudo que se tem em uma única aplicação e em um único banco…

Mas, para aqueles que possuem esse capital, investir em LCI é bom, já que a rentabilidade oferecida é proporcional à quantia investida. 

Contudo, não precisa se desanimar, pois há bancos que oferecem LCI para quem deseja investir menos.

Há títulos a partir de R$1.000,00, mas neste caso, a rentabilidade é mais baixa, pois o banco oferece um percentual menor do CDI.

Onde investir em LCI

Chegamos ao fim do nosso guia e para fechar com chave de ouro vamos falar sobre onde investir em LCI?

Primeiro, precisamos deixar claro que a compra das letras só pode ser feita através de corretoras ou bancos. 

Mas, qual melhor banco para investir em LCI? Bom, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal se destacam como grandes emissores desses títulos, pois possuem as maiores carteiras de clientes do setor do agronegócio e imobiliário do país, respectivamente.

Contudo, há outras boas opções também, como investir em LCI e LCA Bradesco, por exemplo. 

Então, o ideal é que você procure o gerente do seu banco ou escolha uma corretora para lhe ajudar nessa missão, que irão lhe informar as características do papel que está sendo comercializado.

Portanto, agora você já sabe o que é e como funciona investir em LCI, certo?!

E, sendo assim, não deixe para amanhã o investimento que você pode começar a fazer hoje, pois já vimos que investir em LCI vale a pena, considerando a ótima rentabilidade com baixo risco!