O investimento em metais preciosos costuma sempre se destacar mais no mercado em tempos de crise, e com isso, muitos investidores ficam se questionando se investir em ouro realmente vale a pena ou se é um ativo que está em alta apenas momentaneamente…

Bom, essas dúvidas estão muito associadas ao poder desse metal, que desde a antiguidade é visto pelas pessoas como um recurso precioso, ilimitado e reservado apenas para quem tem muito dinheiro.

Por isso, raramente esse tipo de ativo está ligado ao pensamento de fracasso, ou seja, investir seu dinheiro na compra de barras de ouro e acabar saindo no prejuízo, devido a uma possível desvalorização.

Assim, milhares de perguntas surgem, tais como: “Porque investir em ouro?”, “Esse é um investimento seguro para proteger meu capital da inflação em tempos de crise?”, “É rentável em longo prazo?”.

Então, se você viu que o ouro está em alta no mercado e quer saber mais sobre sua rentabilidade, continue a leitura conosco que vamos te mostrar tudo sobre o assunto, para garantir que você faça um ótimo investimento do seu dinheiro!

Afinal, o que é investir em ouro?

Antes de querer saber como investir em ouro no Brasil, é preciso entender melhor sobre esse tipo de aplicação financeira, visto que é um ativo com bastante peculiaridades.

De modo geral, investir em um fundo de investimento em ouro é uma das formas mais seguras de proteger seu dinheiro das oscilações do mercado.

O motivo para isso é muito simples: Trata-se de um recurso natural, escasso e livre de influência política. Isso faz com que tenha grande valor no mercado, justamente por ser único e ter fim, o que torna a sua cotação mais estável.

Por ser uma aplicação com rentabilidade em longo prazo, normalmente, os investidores buscam esse investimento para diversificar sua carteira de ativos.

Outro diferencial desse investimento é que ele, geralmente, é mais procurado em momentos de crise financeira, que é quando o metal se valoriza.

Rentabilidade de investir em ouro

Se você está querendo saber se investir em ouro é um bom negócio, saiba que esse foi o metal que mais aumentou de preço na última década.

Inclusive, por ser um ativo de excelente reserva de valor, em momentos de crise financeira, como em casos de guerras e pandemias, é muito utilizado como investimento de proteção de carteiras.

Para ter noção de números e resultados, o investimento em ouro cresceu 55% desde o início da pandemia e a tendência é que continue se valorizando ao longo do ano.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Banco BTG Pactual, investir nesse metal foi onde se teve a maior rentabilidade em 2020.

Enquanto os investimentos em ações na Bolsa de Valores e na renda fixa cresceram menos de 10% no ano passado, o investimento em ouro se valorizou em cerca de 55,9%.

Por isso, podemos dizer que sim, investir em ouro vale a pena, principalmente se você estiver pensando em longo prazo.

Investir em ouro é indicado para quem?

Esse tipo de investimento é mais indicado para quem tem o perfil de investidor mais conservador e/ou quem deseja rentabilidade acima da média em longo prazo.

Isso porque investir em ouro costuma a ser mais vantajoso em épocas de crise (é uma forma do conservador proteger seu dinheiro da inflação, por exemplo) e também pela sua rentabilidade aumentar com o passar dos anos.

Mas, muita atenção, pois esse tipo de aplicação deve ser um ativo para diversificar a sua carteira e nunca como um investimento principal.

Nesse sentido, os especialistas financeiros recomendam aplicar entre 5% e 10% do seu patrimônio no investimento em ouro.

Que fatores interferem no preço para comprar ouro?

Outro cuidado muito importante para quem está pensando em investir no metal ouro é conhecer quais são os fatores que influenciam em seu preço no mercado.

Isso porque essas condições irão impactar diretamente no seu rendimento. Então, para não ter erro, confira a seguir quais são esses fatores e qual é o momento certo para comprar ouro!

Dólar

A cotação do ouro está diretamente ligada à do dólar, justamente porque esse ativo é comercializado no mercado mundial, que por sua vez, gira em torno do dólar.

Assim, quando o dólar está em alta, o valor de compra do ouro também. O ideal é investir nesse ativo quando o dólar estiver em baixa.

Inflação

Como já mencionado, o investimento em ouro é fortemente influenciado pelo mercado e sendo assim, a inflação tem impacto direto no preço desse ativo.

Por isso, quando a inflação está em alta, o valor da moeda fica em queda e é aí o momento mais certeiro para buscar investimentos mais seguros, como a compra de ouro.

Taxa de juros

Outro fator que influencia no preço do ouro são as taxas de juros praticadas no mercado, tanto quando estão em alta ou em queda.

Geralmente, quando os juros estão baixos, os investidores costumam dar menos importância aos investimentos em renda fixa, pois esses passam a ter menor rentabilidade. Mas, é nesse momento que o valor do ouro fica maior.

Em contraponto, quando as taxas de juros estão em alta, o preço do ouro tende a diminuir, ou seja, um bom momento para comprar e investir.

Atualmente, estamos no momento ideal para investir em ouro, considerando que a taxa básica de juros, a famosa Selic, está em alta.

Então, é vantajoso comprar ouro?

Agora que você já tem uma melhor noção sobre o que é e porque investir em ouro, a dúvida final é: “Investir em ouro é um bom negócio?”.

Bom, a resposta é sim, vale a pena, considerando que essa é uma aplicação de ótima rentabilidade e que pode proteger o seu dinheiro da inflação.

Contudo, é importante destacar que é preciso avaliar bem o mercado, para saber exatamente o momento adequado para comprar ouro, visto que existem diversos fatores que influenciam em sua cotação!

Via regra geral, no atual cenário econômico, o metal ouro mostra-se como um excelente investimento, com boa lucratividade em longo prazo!