Para os iniciantes na área de investimentos, a sigla CDI costuma gerar bastantes dúvidas, visto que muitos não fazem a mínima ideia do que se trata…

Bom, vamos começar do princípio e sendo assim, a primeira coisa é entender sobre o significado CDI.

Estamos falando do Certificado de Depósito Interbancário, uma taxa que equilibra as operações interbancárias. 

Na prática, muitas vezes, em um banco, o valor de saque é superior ao de depósito e para suprir essa diferença é feito um empréstimo entre bancos.

Essa é uma regra do Banco Central, onde os bancos não podem fechar o dia com o caixa com saldo negativo. 

Assim, para manter o saldo positivo, uma instituição bancária empresta dinheiro à outra, com um prazo de devolução de um dia.

Esse “empréstimo” gera juros, o CDI, que por sua vez regula as aplicações e os fundos de investimento de renda fixa. 

Assim, o CDI hoje é uma taxa de juros que determina qual o rendimento anual nos mais variados tipos de investimentos bancários. 

Por isso a importância de entender o que é e como funciona, considerando que essa é umas das principais referências atuais na hora de pensar sobre a rentabilidade de uma aplicação de renda fixa.

E quanto a você? Sabe o que é CDI e o quanto ele rende? Ainda não? Então, continue a leitura que iremos lhe explicar tudo sobre o assunto!

Índice de conteúdo:

Entendendo o que é CDI e como funciona?
Qual a rentabilidade do CDI mensal e acumulado?
Como o CDI atual afeta seus investimentos?
Como calcular a taxa CDI?

 

Entendendo o que é CDI e como funciona?

Bom, já explicamos brevemente sobre o CDI o que é, certo? Mas, para não restarem mais dúvidas sobre o assunto, vamos retomar.

O Certificado de Depósito Interbancário é um título de curto prazo emitido por bancos, no qual se assemelha muito ao CDB.

Isso porque se trata de uma estratégia para captar recursos para essas instituições.

Entretanto, há uma diferença fundamental no CDI. Essa taxa não é ofertada aos investidores individuais, ou seja, uma pessoa física não pode fazer esse tipo de investimento.

Mas, ainda assim, a taxa CDI afeta seus investimentos, uma vez que é dada como referência para rentabilidade de outras aplicações de renda fixa.

Além disso, essa operação bancária ajuda a garantir o cumprimento dos compromissos com os correntistas.

Para você entender melhor como funciona, dizer que um investimento rende 100% de CDI significa que ele irá ter a mesma rentabilidade que o CDI até o vencimento ou resgate dessa aplicação.

Por exemplo, se a taxa CDI rendeu 11%, o seu investimento renderá igualmente no mesmo período. 

Um bom exemplo disso é o CDI Nubank, visto que o dinheiro investido na NuConta rende 100% do CDI atualmente, taxa de juros maior que a poupança.

Além disso, é importante esclarecer que como esse empréstimo é realizado à noite, a taxa CDI diária é calculada no dia posterior.

Esse levantamento é feito pelo CDI CETIP (Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos), que é o órgão responsável por registrar essas operações, que oscilam tanto.

Qual a rentabilidade do CDI mensal e acumulado?

Muitas pessoas ficam se questionando sobre quanto rende o CDI, visto que interferirá em sua aplicação…

De modo geral, O CDI mensal é o valor de oscilação dos juros a cada mês, que, geralmente, não ultrapassa 1%. 

Já o CDI acumulado é referente aos juros gerados durante os 12 meses do ano.

Essas duas taxas estão associadas, visto que o CDI anual é determinado através da conversão do CDI diário, com base na média de 252 dias anuais.

Assim, ambas as taxas de juros podem fazer diferença para entender a rentabilidade de um investimento.

Vamos a um exemplo prático: O valor do CDI 2020 acumulado ainda não saiu, pois não fechamos o ano, mas temos a taxa de 2019 como referência. 

Assim, no ano de 2019 a taxa CDI rendeu 5,9%. Dizer que uma aplicação rendeu 100% do CDI, significa que a rentabilidade foi também de 5,9%.

Então, basicamente, quanto maior o CDI acumulado ou o CDI mensal, melhor a rentabilidade do seu investimento.

Como o CDI atual afeta seus investimentos?

O CDI é o principal indexador dos investimentos de renda fixa, isto é, uma taxa de reajuste que permite acompanhar os resultados do mercado financeiro, corrigir seus preços e controlar suas ações.

Por isso, essa taxa de juros tem tudo a ver com o quanto o seu dinheiro vai render, dependendo de onde irá aplicá-lo.

Via regra geral, investimentos como os fundos de renda fixa, CDB, LCA, LCI, LC e RDB são indexados a taxa CDI.

Assim, para saber se vale a pena ou não fazer determinada aplicação, você deve avaliar as rentabilidades do CDI

Se a porcentagem de retorno do valor investido chegar próximo aos juros do CDI atual, então é um bom investimento.

Inclusive, há aplicações de renda fixa que costumam a ultrapassar essa rentabilidade, podendo chegar até 130% do CDI.

E não pense que é somente nisso que essa operação interfere em seu dinheiro…

Por ser um dos indicadores mais utilizados atualmente na economia brasileira, o CDI afeta diretamente o valor de aluguéis, a correção do salário mínimo e a produção industrial do ano.

Então, quando for procurar onde investir, saiba que é essencial conferir o CDI hoje, para saber o quanto está gerando de retorno em dinheiro.

Como calcular a taxa CDI?

Se vocês pensando em poupar e investir (confira mais detalhes aqui) é importante saber ou ao mesmo entender como é feito o cálculo do CDI

Por ser uma taxa de juros que é oscila diariamente, você precisa levar em conta o CDI diário, o mensal e o anual. 

Vamos a um exemplo: Supondo que você quer investir em um CDB com uma rentabilidade de aproximadamente 120% da taxa CDI.

Levando em conta o CDI 2019 (5,96%), teremos que fazer a seguinte relação: 5,96*1,20 = 7,12%.

Assim, seu investimento no CDB teria uma rentabilidade anual de 7,12%.

Se você aplicar uma quantia de R$10.000,00, então: 10.000,00*0,0712 = R$712,00. Nesse caso, o valor bruto da sua aplicação seria de R$10.712,00 nesse período.

Dessa forma, você pode ter uma noção quando é o momento certo de fazer investimentos, considerando as oscilações do mercado financeiro. 

Portanto, chegamos ao fim do nosso conteúdo sobre CDI. Gostou de entender mais sobre como funciona essa taxa tão importante em sua vida?

Ter conhecimento sobre os indexadores é fundamental para quem deseja investir em aplicações de renda fixa, pois esse tem impacto direito na taxa de rentabilidade!

Então, agora que já sabe mais sobre a taxa CDI, é hora de botar seu dinheiro a trabalhar por você!