Quando pensamos em gastos com a alimentação, a primeira coisa que vem à cabeça da maioria das famílias brasileiras de menor renda mensal é o preço da cesta básica, que está sofrendo impacto direto da inflação.

De acordo com uma pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o preço da cesta básica hoje está custando mais do que meio salário mínimo (R$550,00), em 10 capitais brasileiras.

Isso significa que os brasileiros que ganham apenas um salário, gastam aproximadamente metade dele só com comida. E não pense que é uma cesta básica com itens “dispensáveis”, visto que se tratam de alimentos básicos do dia-a-dia, como arroz, feijão, massa, leite, farinha e etc.

Mas, a pergunta é: Como manter os gastos com a alimentação dentro do orçamento ganhando tão pouco? Bom, é isso que nós vamos lhe mostrar no conteúdo de hoje!

Confira a seguir algumas dicas de como reduzir o valor da cesta básica durante o mês, para que essa despesa pese menos no seu bolso e a sua família continue tendo uma alimentação saudável para viver com saúde e qualidade de vida! Vamos lá?!

Dicas de como organizar o orçamento com o preço da cesta básica tão caro

Quando precisamos economizar, não tem segredo e nem fórmula mágica. No entanto, a dica segue sempre o mesmo princípio: Organização e escolhas inteligentes. 

Pensando nisso, separamos algumas estratégias bem úteis para você continuar se alimentando bem, mas gastando menos com o mercado. Aproveite!

1 – Bote no papel os seus gastos com alimentação

Para diminuir o valor da cesta básica em seu orçamento, a primeira grande dica é começar a ter controle de seus gastos.

Muitas famílias não têm a mínima ideia de quanto gastam por mês com certas despesas e a alimentação é uma delas. 

Algumas famílias compram grande parte do que precisam logo que o salário cai na conta, outras adotam o sistema de ir comprando aos poucos conforme as promoções vão surgindo e há até mesmo aquelas que não têm planejamento nenhum, vão ao mercado à medida que precisam…

Assim, para reduzir esse gasto, é fundamental botar na ponta do lápis tudo o que você consome, mais precisamente, tudo o que gasta com comida.

Toda vez que for ao mercado, anote o valor da nota em uma folha de papel, assim quando for à padaria, fruteira, açougue, enfim.

Dessa forma, além de ter uma noção exata do quanto sua família gasta com alimentação durante o mês, também ficará mais claro saber onde cortar gastos.

Por exemplo, se o preço da cesta básica está pesando em seu bolso, avalie a ideia de priorizar alguns alimentos no mercado, ao invés de gastar tanto com a padaria. 

2 – Pesquise muito antes de comprar a sua cesta básica

Para minimizar o impacto do preço da cesta básica 2021 em seu orçamento, a segunda dica é pesquisar preços.

A variação de preço entre um supermercado e outro pode ser enorme e com certeza, vale a pena ir onde é mais barato, concorda?

Só para ter uma ideia, o Procon do Recife encontrou uma diferença de mais de 400% no valor da cesta básica na região.

Por isso, vá onde for mais conveniente para o seu bolso, sempre procurando as melhores ofertas.

3 – Veja se há a possibilidade de cortar gastos

Outra dica valiosa para diminuir o preço da cesta básica hoje é se adaptando ao mercado, seja trocando algumas marcas por outras mais baratas, substituindo alimentos fora da estação por outros semelhantes e até mesmo cortando itens.

Por exemplo, com o preço da carne bovina tão caro, a maioria das famílias brasileiras precisa substituir essa fonte de proteína.

Assim, deixe a carne de lado por um tempo e comece a consumir mais proteína de soja, vegetais escuros, ovos, entre outras opções.

4 – Busque outras formas de complementar a sua renda mensal

Mesmo que você adote as três dicas acima em seu dia-a-dia, ainda assim, o preço da cesta básica continuará ocupando boa parte do seu salário.

Pensando nisso, tão importante quanto economizar mais com a alimentação é encontrar outras fontes de renda para complementar seu salário mensal.

A dica nesse sentido é buscar uma fonte de renda extra ou até mesmo verificar se o seu estado está oferecendo alguma ajuda de custo. 

Hoje em dia, existem diversos programas sociais do governo para ajudar as famílias de baixa renda.

Confira alguns exemplos abaixo:

Alguns disponibilizam certa quantia mensal, já outros oferecem descontos em serviços, que diminui os gastos com outras despesas e consequentemente sobra mais dinheiro para custear a sua cesta básica.

Conclusão

Portanto, essas foram as nossas dicas para você diminuir pelo menos um pouco o valor da cesta básica em seu orçamento familiar

Em tempos onde o gasto com a alimentação está tão caro, saber se organizar, pesquisar preços e ter prioridades é fundamental!

Então, comece a botar essas dicas em dia o quanto antes, pois se você conseguir economizar ao menos R$100,00 por mês, já é de grande ajuda, considerando que é um dinheiro a mais para pagar outra conta.

Além disso, caso esteja com as contas atrasadas, talvez seja o momento de pensar em um empréstimo. 

Dependendo da dívida, é mais barato contratar um empréstimo com juros menores, como é o caso de quem está com problemas com o cheque especial ou rotativo do cartão de crédito! Pense nisso!